Automação de Infraestruturas

Com os softwares dominando o mundo, administrar a infraestrutura necessária para impulsionar as aplicações em grande escala e altamente disponíveis atualmente em produção não é uma tarefa simples. Dada sua importância para os resultados finais de muitas organizações, a TI não é mais considerada um centro de custos, mas pelo contrário, um elemento chave para impulsionar a inovação. O movimento DevOps dos últimos anos tem feito as equipes de desenvolvimento e operações se aproximarem ainda mais, tirando todo proveito das tecnologias em nuvem, ferramentas dev e serviços de API. Como praticantes Agile na Avenue Code, entendemos a conexão entre essas equipes e como melhor coordenar o ciclo de vida do desenvolvimento de softwares usando a gestão de versões de produção para possibilitar a entrega contínua de novos recursos. Ao trabalhar com tantos grandes varejistas que lidam com picos de tráfego astronômicos, compreendemos a importância da engenharia de confiabilidade das dependências, e como melhor se preparar para qualquer situação.

Infraestrutura como Código

Os recursos de aprovisionamento rápido da nuvem têm permitido que as equipes operacionais alavanquem, escalem, e encerrem rapidamente os recursos de infraestrutura segundo a demanda existente. Por esse motivo, é importante monitorar o estado de todos os recursos implementados para que eles se alinhem às exigências das aplicações. As ferramentas de gestão da configuração são uma forma útil de declarar o estado pretendido da infraestrutura, incluindo o OS, as bibliotecas dependentes, as variáveis do ambiente, entre outras coisas. Ao estabelecer a infraestrutura como código, haverá uma menor probabilidade de surgirem surpresas ao executar aplicações em produção, e as equipes operacionais poderão administrar mais eficientemente sua frota de recursos. Usando ferramentas como o Chef, construímos receitas declarativas para ambientes de infraestrutura repetíveis e preditivos que são controladas como códigos para uso e compartilhamento.

Linhas de Produção CI/CD

Embora costumem ser pareadas, a integração contínua e a entrega contínua são conceitos diferentes que realizam um conjunto específico de tarefas. Porém elas podem ser combinadas construindo-se linhas de produção impulsionadas por eventos para permitir que os desenvolvedores efetuem mudanças mais rapidamente. Por exemplo, analisar códigos em um repositório GitHub pode disparar automaticamente testes de integração, a construção de um artefato, a provisão de infraestruturas, e a implementação para produção sem nenhuma intervenção humana. Esse nível de automação exige, no entanto muito cuidado, e uma sólida compreensão de toda a linha de produção. Trabalhamos em estreita colaboração com equipes de desenvolvimento e operações para reunir todos os elementos, incluindo as considerações relativas a aprovação/restauração durante todo o processo.

Orquestração de Contêineres

As tecnologias para contêineres já entraram em cena como um ambiente de execução mais eficaz para aplicações nativas na nuvem do que a tradicional virtualização, devido à sua pegada leve, seus pacotes padrão, sua consistente portabilidade e desenvolvimento simples, entre outras coisas. Nenhum aplicativo do mundo real é executado em um único contêiner, no entanto, introduzindo a necessidade de ferramentas em torno de programação, descoberta, dimensionamento, verificação de integridade e muito mais. Já surgiram várias plataformas de orquestração para lidar com esses desafios através de uma abstração eficaz e de forma muito similar ao que o PaaS faz para as aplicações de 12 fatores.


Expertise

Nossa equipe é qualificada em todo o espectro das ferramentas IaaS, PaaS, e SaaS para desenvolver e operar implementações de infraestruturas em grande escala na nuvem e em nível local.

Logos of Github, AWS, Chef, Jenkins, Docker, Kubernetes & Cloudfoundry

Defina sua solução

Formulário enviado com sucesso!